As Luzes da Cidade #12

Se você está chegando agora e não conhece, leia o primeiro capítulo.

Se você perdeu o capítulo 11, leia aqui.

Prepare o coração, deita na cama e pega um chocolate!

 

Na recepção, Vitor já estava lá me esperando, agoniado. Quando me viu, veio correndo em minha direção e disse:
– Me conta o que aconteceu, eu tô muito nervoso aqui!
– Calma, cara. Ela vai ficar bem. Ela sofreu um acidente, um cara passou no farol vermelho e acabou atingindo ela.
– Mas ele parou pra ajudar né? Quem fez isso?
– Ninguém sabe, o carro era roubado.
– Nossa, que raiva! Como assim?! Ahhhh!
– Calma, Vitor! Ela vai ficar bem. Infelizmente ela sofreu várias fraturas e tá em coma. Mas o médico me disse que ela está tendo o melhor tratamento possível.
– Eu fico revoltado com essas coisas, não se pode mais andar em paz por São Paulo!
– Calma, cara. Ela vai ficar bem, não precisa se preocupar.
– Eu vou atrás dele. Tenho alguns contatos na polícia, vou pegar esse safado!
– Não vai adiantar de nada agora, precisamos dar força pra ela. Senta aí e toma um café.
– É revoltante, mas vou tentar me acalmar aqui. Mas depois eu vou atrás, vou achar quem fez isso!
– Tudo bem, depois você faz isso. Vamos ali fora pra você fumar um cigarro e relaxar – disse para Vitor levando-o até a porta para irmos fumar.

Enquanto eu acalmava Vitor, Bruno e Paty chegaram no hospital.
– Bernardo, como ela tá? – perguntou Paty.
– Ela tá num estado muito complicado, Paty. Ela sofreu um acidente, atropelaram ela.
– Ai meu Deus!
– O carro não prestou socorro e ela sofreu várias fraturas. E o pior: está em coma.
– Nossa! – Paty começou a chorar imediatamente.
– Calma, Paty. – digo abraçando-a – Ela vai ficar bem, o médico disse que estão dando o melhor tratamento possível.
– Que droga, a Sophia não precisava estar passando por nada disso – disse Bruno.
– Pois é, mas ela vai sair dessa numa boa, ela consegue! – disse Vitor.
– Bom, o médico disse que ela ainda não pode receber visitas, então não adianta muito a gente ficar por aqui. Vamos todos lá pra casa, assim a gente toma alguma coisa, dá uma relaxada e espera por alguma notícia. Já deixei meu número com eles, qualquer novidade entrarão em contato.
– Vamos.
– Vamos.

E assim fomos todos lá pra casa. Mas antes paramos no mercado para comprar algumas coisas pra comer e beber, já que a minha geladeira estava praticamente vazia.

 

E esse foi mais um capítulo, semana que vem tem mais!

Muito obrigado por acompanhar essa história, deixe um comentário me dizendo o que está achando, se tem algum feedback. É muito importante saber disso.

Curta a página no Facebook para não perder nenhum conteúdo.

CLIQUE AQUI PARA LER O PRÓXIMO CAPÍTULO

– LET LIVE –

A vida é a coisa mais preciosa que temos, parece até obvio. Mas do que faz sentido não viver uma vida da melhor maneira? “Viver é a coisa mais rara do mundo, a maioria das pessoas apenas existe”.

Permita-se viver a sua vida e escrever a sua história.

E eu estou aqui para deixar registrada a minha.

Comentários

← Previous post

Next post →

1 Comment

  1. Yo! Really just like the look of one¡¯s website! Great post also, I get pleasure from proceeding the game of golf however i have found a lot more not too much time ago which i¡¯m devoid of enough extra time to get! I¡¯m capable to simply seem to attend the traveling range following function occasionally.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.