Se você está chegando agora e não conhece a história, leia o primeiro capítulo.

Se você perdeu o capítulo anterior, leia aqui.

Vamos para a história:

 

Levantamos do sofá e fomos pra cozinha jantar.
A mesa estava muito bem arrumada, os pratos dispostos, copos ao lado, talheres ao outro.
Elogiei Bruno pela organização:
– Nossa, Bruno, não sabia que você sabia organizar alguma coisa. Você é todo bagunçado (risos).
– Cala a boca, minha bagunça é organizada, eu sei onde está tudo o que eu preciso – respondeu rindo.
– Sei… Vamos comer, tô com fome.
E todos nos sentamos à mesa para jantar.

Os três jantaram sem falar absolutamente nada.
Só se ouvia o barulho dos talheres batendo nos pratos.
Ao terminar, retiramos tudo da mesa e fui lavar a louça enquanto Bruno e Paty conversavam na sala.
Ao terminar de lavar a louça, me juntei à eles para resolvermos como iria ser a nossa corrente

– E aí pessoal, como vamos fazer essa corrente?
– Podemos marcar um horário na casa de alguém todos os dias, o que acham? – perguntou Bruno.
– Por mim sem problemas, se quiserem fazer aqui em casa, melhor ainda.
– Por mim também. E pode ser aqui, tranquilo. – respondeu Paty
– Todos os dias às 19h aqui na casa do Bernardo então.
– Combinado. Eu vou pegar uma foto dela pra deixar ali perto da TV, acho que isso vai ajudar a gente a se concentrar mais no nosso objetivo.
– Ótimo! E assim cada um faz a sua oração, manda suas energias ou o que for mais conveniente, o importante é fazermos, tenho certeza que ela vai sair dessa o mais rápido possível. – disse Paty
– Com certeza! – respondeu Bruno
– Então já vamos fazer a primeira, agora. Não vamos perder tempo.
Todos concordaram com a minha ideia e começamos, cada um à sua maneira.

 

Se você gostou, compartilhe com os amigos, vamos fazer com que mais pessoas conheçam essa história! 

Deixe um comentário e curta a página no Facebook para não perder nenhum capítulo novo!

Yeaaap!

CLIQUE AQUI PARA LER O PRÓXIMO CAPÍTULO

– LET LIVE –

 

A vida é a coisa mais preciosa que temos, parece até obvio. Mas do que faz sentido não viver uma vida da melhor maneira? “Viver é a coisa mais rara do mundo, a maioria das pessoas apenas existe”.

Permita-se viver a sua vida e escrever a sua história.

E eu estou aqui para deixar registrada a minha.

Comentários